sexta-feira, 22 de julho de 2011

Perfume de Lavanda no Campo de Lírios

Quando a lembrança é marcante,
a presença é constante...


Perfume de Lavanda no Campo de Lírios

Olhando o campo, vejo os lírios dançando ao som do vento.
Me lembro que enquanto iam e viam, inclinavam-se para dar passagem
ao perfume de lavanda
que chegava suave
marcando os passos de Aline.
Aline dançava com os lírios,
se envolvia no vento...
entre as cores brancas,
lá estava Aline de lilás...
perfume de lavanda...
suave como o vento...
entre os lírios...
entre o vento...
Hoje, somente os lírios dançam...
ao som do vento
Mas o perfume de lavanda ainda é presente...
constante...
Os lírios florescem,
dançam,
em cor lilás...
com perfume de lavanda...
soltos ao vento...
lembrando Aline que agora
de branco,
dança no vento...
Lhú Weiss

10 comentários:

  1. Seu blog é muito interessante...
    Estou te seguindo.... Tenha um Lindo Dia!
    Siga meus Blogs: http://cartasdeumcoracao.blogspot.com/
    E http://deusemminhaalma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. ♥•˚。˚
    Olá, amiga!
    A poesia é bonita... mas muito melancólica.
    O que aconteceu com Aline?
    Beijinhos.
    Brasil
    (¯`v´¯)
    `•.¸.•´
    ●/ ♥•˚。˚
    /▌
    / \ 。˚。♥

    ResponderExcluir
  3. Admiro a leveza das suas palavras.
    Um beijo *

    ResponderExcluir
  4. interessante... gostei das suas palavras! uma construção leve como Paulo disse!
    obrigado pela visita!!!! e te sigo com gosto!^^
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Belíssimo texto, amiga.
    Hoje, Aline se vestiu de poesia, e eu quase posso vê-la, dançando com os lírios, dançando no vento. A imagem que se formou em minha imaginação é linda. Seja Aline personagem ou real, suas palavras lhe deram vida, a eternizaram.
    Lembrei da canção francesa de mesmo nome...
    Bjos ;)

    ResponderExcluir
  6. Lhú,
    Manhã fria de inverno. O vento agita as folhas do coqueiro solitário que enfeita meu jardim. Os automóveis deslizam ruidosamente pela rua tingindo de fumaça o ar gelado. Uma brisa mais forte traspassa minha janela e me traz um aroma inesperado: é lavanda.
    Quase posso ver Aline com seus lindos olhos lilases de lavanda.
    Parabéns.
    Beijo,
    Gabriel

    ResponderExcluir
  7. ჱܓ
    。°✿Amiga,
    Passei para deixar um abraço.
    Bom fim de semana! ჱܓ

    。°✿Beijinhos.
    °º✿ Brasil.
    º° ✿✿♥ ° ·.

    ResponderExcluir
  8. Por aqui as palavras sempre transbordam poesia.
    Um beijo
    Denise

    ResponderExcluir
  9. Sonhei com uma estrela do céu
    Sonhei-a vivendo no meio do Mar
    Sonhei com a verdade de uma palavra
    Soletrei sete vezes a palavra amar

    Neste sonho vi uma árvore triste
    Pensei em sete coisas impossíveis de fazer
    A primeira era voar com as nuvens
    A ultima sobre as águas de um Lago correr

    E vi pássaros de cores nunca vistas
    Refulgentes lírios de ouro de lei
    Apenas uma hortênsia me pareceu ali perdida
    Vi palpitantes borboletas e o coração calei

    Mágico beijo

    ResponderExcluir
  10. Olá, minha querida, doce e fugida amiga Lhú!!

    Quanto tempo, lindinha...rs
    Por onde andas??
    ***

    Que poema lindo, esse, menina!

    Lavanda + Lírios = Belo casamento!

    E que nome bonito para uma personagem! Adoro Aline, adoro. Muito leve e suave seu poema, parabéns, é lindo!

    Beijossss
    Veja se aparece, amiga...Tou com saudades...

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...